CR7 Portugal
Futebol Eurocopa

CR7 marca duas vezes na vitória de Portugal em cima da Irlanda

O famoso CR7 retornou ao elenco de Portugal, e conseguiu representar muito bem a sua seleção diante da Irlanda nesta quarta-feira (11). Com dois gols de Cristiano Ronaldo, os portugueses dominaram os irlandeses, sem esquecer de João Félix abrindo os caminhos na partida que aconteceu no estádio de Aveiro.

As duas balançadas de rede por parte do camisa sete, fizeram com que ele chegasse iminentemente aos 130 gols pela seleção. Consequentemente, o lendário CR7 está cada vez mais próximo dos 1000 gols, que deve ser sua meta nesta reta final de sua carreira.

CR7 Portugal
Foto: Getty Images

 

Portugal dita confronto

A partida entre Portugal e Irlanda começou a todo vapor, com uma pressão danada por parte dos donos da casa. Os portugueses tiveram o retorno de Cristiano Ronaldo ao elenco, fazendo questão de pressionar os visitantes ao máximo, causando muito desconforto nos irlandeses. Além do camisa sete, João Félix estava em campo e movimentando bastante as ações da equipe.

O atleta do Barcelona elevou a temperatura com uma chance surreal ao se deparar com Caoimhín Kelleher. João não teve espaço após receber uma bola de Diogo Dalot, que estava soltinho no ataque. O camisa 11 foi o destino do passe, que com velocidade, já bateu no gol do arqueiro do Liverpool, obrigando-o a fazer uma defesa espetacular com os pés.

Depois deste milagre, Portugal já bateu o escanteio rápido e curto, ao possibilitar que a bola caísse nos pés de Bruno Fernades, o “Mr. Assistência” acionou João Félix de imediato. Rapidamente o camisa 11 armou o chute de dentro da área, e colocando a bola para dormir no cantinho direito do goleiro da Irlanda, que nada conseguiu fazer para impedir a abertura do placar.

A pressão dos portugueses era esmagadora até o gol ser feito, porque depois do 1 a 0, o jogo estagnou e esfriou. O lendário CR7 chegou a explodir a trave de Kelleher em seguida do gol, numa falta batida de uma distância considerável, porém, foi a única chance criada que levava perigo após o gol do atacante do Barcelona.

CR7 faz história

Na volta para segunda etapa, Portugal ainda não tinha total domínio da posse de bola, porém, aos 49, viu a oportunidade perfeita. Depois de bater a carteira do irlandês que tentava criar um ataque, os portugueses armaram um contra-ataque veloz, João Félix logo acionou Cristiano Ronaldo na ponta direita, e o camisa sete relembrou seus tempos áureos.

Depois de CR7 receber a bola na direita, cortou para a esquerda e deu uma chapada espetacular no ângulo do gol da Irlanda. Kelleher nem conseguiu saltar, com os dois pés fincadas na grama, viu a bola tomar o rumo de onde a coruja dorme. Tenho certeza que depois do gol, ela veio bem estressada para atacar o arqueiro irlandês, que não impediu a bola de explodir a sua toca.

O passar dos minutos possibilitou o esfriamento da partida, entretanto, lá estava ele para elevar a temperatura novamente. Cristiano Ronaldo, sedento pelo seu gol número 130 por Portugal, não esperou muito para bater essa meta e fazer mais história pelo seu país e pelo futebol. Numa jogada de Diogo Jota, que se recusou a ser derrotado, encontrou CR7 dentro da área, passou para o goleador que só empurrou para as redes.

As férias de CR7 parecem ter proporcionado uma vontade descomunal para o atacante, que estava querendo muito jogo. A movimentação dele era completamente além do ritmo presente na partida, principalmente pelo fato de Portugal estar ganhando o confronto por 3 a 0, sendo um amistoso diante da Irlanda.

Com o placar congelado há um tempo, Bruno Fernandes até tentou movimentá-lo um pouco, mas contou com belas defesas de Kelleher, que devia estar sentindo uma rixa entre Manchester United e Liverpool. Entretanto, essas tentativas não tiveram eficiência, nem mesmo as seguintes, permitindo que a partida se encerrasse com a diferença por três gols, com dois de CR7.

Final de jogo: Portugal 3 x 0 Irlanda