Ocon
Automobilismo Fórmula 1

Ocon afirma que correrá na próxima corrida após boatos de suspensão

Esteban Ocon criticou as “declarações desinformadas e distorções grosseiras” feitas online após seu confronto com seu companheiro de equipe na Alpine, Pierre Gasly, durante o GP de Mônaco de Fórmula 1. Ocon realizou uma manobra ousada sobre Gasly, que estava em nono lugar, na primeira volta da corrida em Monte Carlo. Ele tentou uma ultrapassagem por dentro em Portier, mas a tentativa foi excessivamente otimista – os dois carros da Alpine colidiram, resultando no abandono de Ocon após seu carro ser lançado no ar.

Gasly criticou seu companheiro de equipe por não seguir as ordens da equipe, explicando que “o carro de trás deveria ajudar durante toda a corrida”. O chefe da equipe, Bruno Famin, aumentou a tensão ao declarar sua intenção de “tomar medidas drásticas”. Esse comentário gerou rumores online, com alguns meios de comunicação especulando que Ocon seria retirado do GP do Canadá.

Comunicado de Ocon

Embora a Alpine esteja considerando várias opções, Ocon recorreu ao Twitter para reafirmar que participará da corrida em Montreal e para se defender das críticas que têm sido direcionadas a ele. “Muito foi dito após o GP de Mônaco”, escreveu o francês. “Embora tenha recebido muitas mensagens de apoio, fiquei profundamente triste com a quantidade de abusos e negatividade que recebi online em relação ao meu caráter, à minha pilotagem e à minha carreira.

“As declarações desinformadas e as distorções grosseiras que tenho visto online nos últimos dias sobre minha capacidade de trabalhar em equipe foram imprecisas e prejudiciais. Desde minhas primeiras voltas no automobilismo, abordei este esporte com humildade, profissionalismo e respeito. Esses valores foram incutidos em mim desde muito jovem.”

Difícil de lidar

Ocon, cuja reputação no paddock é de um piloto sem espírito de equipe, elogiou seus antigos e atuais companheiros Ricciardo, Pérez, Gasly e Alonso, antes de admitir: “Como companheiros de equipe, muitas vezes começávamos corridas muito próximos, o que em alguns casos resultou em batalhas difíceis na pista e, às vezes, em contato. É claro que cometi erros honestos. Não somos robôs; somos atletas que nos esforçamos ao máximo todos os dias para realizar nossos sonhos de vencer corridas.”

Ocon aproveitou a oportunidade para reafirmar seu respeito por Gasly “como companheiro de equipe e como competidor. Sempre trabalhamos de forma colaborativa e profissional dentro da equipe e isso continuará”, afirmou. Ele também comentou sobre a rivalidade conhecida desde a época do kart com seu compatriota, que às vezes é atribuída a questões de pista, mas também a alguns boatos envolvendo uma ex-namorada de Ocon.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *