Eurocopa, Portugal
Futebol Eurocopa

Eurocopa: De virada, Portugal vence a República Tcheca com 2 ‘presentes’

Nesta terça-feira, 18, Portugal e República Tcheca se enfrentaram pela primeira rodada da Eurocopa.

Rafael Leão, contra a República Tcheca (Foto: Sic Notícias)
Rafael Leão, contra a República Tcheca (Foto: Sic Notícias)

Análise

Portugal e República Tcheca fizeram suas estreias na Eurocopa. Apesar da etapa inicial “morna”, primeira da atual edição da competição que foi “zerada” para o intervalo, as duas seleções protagonizaram um movimentado segundo tempo.

O primeiro tempo foi todo de Portugal, que teve muita posse, mas sem criar quase nada no ataque. Do outro lado, a República Tcheca só se defendia, sem nem ao menos tentar passar do meio-campo.

Mas tudo mudou após o intervalo. No primeiro chute tcheco, gol – uma pintura. Mas hoje não era dia da República Tcheca. A seleção “entregou” dois gols – ambos protagonizados por Hranac – para os portugueses, que aproveitaram.

Portugal não jogou mal, mas poderia ter feito mais em campo. A forma de jogar da República Tcheca, focada em se defender, não ajudou. Porém, esperava mais dos portugueses em sua estreia na Eurocopa.

Cristiano Ronaldo, contra a República Tcheca, pela Eurocopa (Foto: Dan Mullan/Getty Images)
Cristiano Ronaldo, contra a República Tcheca, pela Eurocopa (Foto: Dan Mullan/Getty Images)

O jogo

Os primeiros minutos de partida foram todos dominados por Portugal. Sem que a República Tcheca tentasse nada, os portugueses ficaram bem à vontade logo cedo no confronto.

Resultado disso foi o fato de Portugal ficar com a posse por grande parte dos 15 minutos iniciais, e sempre no campo da República Tcheca. E nesse momento, Cristiano Ronaldo e Rafael Leão apareceram muito bem no ataque.

Com o decorrer do primeiro tempo, os portugueses mantiveram a posse de bola, mas baixou muito o ritmo dos passes, o que fez com que a partida tivesse seu momento “parado”. Além disso, após os primeiros minutos, a República Tcheca acertou sua marcação, dificultando ainda mais a vida dos portugueses.

Aos 30’, a situação era bem clara: Portugal com a bola, no campo do seu adversário, mas parando no último terço por conta da marcação da República Tcheca, que só se defendiam e raramente passava do meio-campo.

Já na reta final do primeiro tempo, a República Tcheca teve seus momentos no ataque – algo raro. Os tchecos chegaram duas vezes até a grande área dos portugueses, apostando bastante em bolas altas, mas nada que levasse perigo ao gol de Diogo Costa.

Próximo dos acréscimos, a primeira grande oportunidade de gol. Aos 44’, Cristiano Ronaldo recebeu na área, girou com facilidade e finalizou com força, e Staněk precisou fazer a defesa para evitar o gol.

A lentidão de Portugal voltou no segundo tempo, mesmo assim, na base da paciência, a seleção conseguiu ser perigosa. E um momento de quase gol aconteceu logo aos 55’. Cristiano Ronaldo cobrou falta próxima a grande área, mas Staněk fez a defesa.

Logo depois disso, a República Tcheca optou por fazer mudanças em seu elenco, para tentar algo novo, já que a equipe ainda tinha dificuldades para passar do meio-campo, mesmo no segundo tempo.

Se Portugal era lento e não aproveitava as chances que apareciam, a República Tcheca finalizou pela primeira vez na partida, aos 61’, e Provod marcou um golaço. De fora da área, o camisa 14 foi servido e, de lá mesmo, mandou uma verdadeira “bomba”, sem chances para Diogo Costa.

Mas a República Tcheca não se ajudou. Logo aos 69’, em bola cruzada em direção a área, Nuno Mendes subiu alto e cabeceou para o gol; Staněk espalmou, mas acabou atingindo o zagueiro Hranac, e a bola parou dentro das redes.

E não demorou para a defesa tcheca errar de novo. Um zagueiro não teve atenção e Diogo Jota roubou a bola e, já na grande área, finalizou com muita força, e Staněk fez a intervenção.

Após o empate, Portugal voltou a dominar o jogo e até balançou as redes na reta final do jogo. Aos 85’, em bola cruzada, Cristiano Ronaldo cabeceou para o gol e acertou a trave de Staněk; no rebote, Diogo Jota, também de cabeça, completou para o gol. Mas o lance foi anulado pelo VAR.

Mas Portugal foi recompensado com novo erro da defesa tcheca. Dois jogadores portugueses que haviam acabado de entrar foram os grandes protagonistas do gol que virou o placar. Pedro Neto cruzou e Hranac falhou novamente, ajeitando a bola para Francisco Conceição. O camisa 26, já na pequena área, não perdoou e marcou o segundo gol de Portugal.

Fim de jogo: Portugal 2 x 1 República Tcheca

Cristiano Ronaldo, contra a República Tcheca (Foto: Sic Notícias)
Cristiano Ronaldo, contra a República Tcheca (Foto: Sic Notícias)

Eurocopa

Agora, os portugueses voltam a campo no sábado, 22, contra a Turquia. Já os tchecos enfrentarão a Geórgia também no sábado.

(Foto: Expresso)