Ex-City Laporte al-nassr
Futebol Outras ligas

Ex-City afirma que há muitos jogadores “descontentes” na Arábia

Em entrevista divulgada neste sábado (20) ao jornal espanhol As, o zagueiro Aymeric Laporte comentou sobre a liga de futebol na Arábia Saudita. O ex-Manchester City revelou maiores detalhes sobre a saída do inglês Jordan Henderson após seis meses no Al Ettifaq para retornar ao futebol europeu.

“É uma mudança grande quando comparamos com a Europa, mas, no fim das contas, tudo é adaptação. Não tornaram as coisas muito fáceis para nós. A verdade é que há muitos jogadores descontentes.”

“A cada dia estamos trabalhando, negociando, por assim dizer… Para ver se as coisas melhoram um pouquinho. Isso tudo é algo novo para eles também, ter jogadores europeus com histórias tão grandes. Temos que pensar que não estão acostumados a isso e também têm que se adaptar a um pouco mais de seriedade.”

Ex-City reclamou muito da falta de estabilidade

O jogador que atualmente está no no Al-Nassr manteve a sinceridade durante a entrevista e disse que o maior problema na Liga Saudita consiste nas mudanças dos acordos feitos pelos dirigentes a todo momento, irritando os estrangeiros por uma falta de estabilidade.

“Qualquer ultimato que você dê aos dirigentes, eles nem ligam. Ou seja, fazem as coisas como querem. Você negocia uma coisa e em seguida eles dizem que não vão aceitar, mesmo depois de assinar acordo. Ficam brigando, discutindo..”

“São situações que na Europa, eu não sei se passaria… A verdade é que, da mesma forma que te dão muitas coisas, também te tiram em outros aspectos. “Eles cuidam da gente, mas não o suficiente, par ao meu gosto. Na Europa, não te pagam um salário como o daqui, mas te cuidam bem mais”

Laporte detonou estilo de vida na Arábia Saudita

Por fim, Laporte também reclamou muito sobre o estilo de vida na capital da Arábia Saudita (Riyadh), principalmente em relação ao trânsito.

“Tem pontos muito bons e outros muito ruins. Os shoppings são realmente espetaculares, cuidam muito bem de tudo, têm bastante coisas para as crianças, está tudo limpo. Mas a verdade é que se você quer ir a um lugar e vai demorar três horas para chegar, nem convém ir. O trânsito é um ponto muito negativo.”

Imagem: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *