frança portugal euro
Eurocopa Futebol

França elimina Portugal nos pênaltis e enfrenta Espanha nas semifinais da Eurocopa

A França eliminou nos pênaltis a seleção de Portugal em jogo realizado pelas quartas de finais da Eurocopa em jogo realizado na tarde desta sexta-feira (5), na cidade de Frankfurt (ALE). Em um jogo com domínio lusitano, no que foi o melhor jogo do time na Euro, o time francês contou com uma grande atuação do goleiro Mike Maignan para conseguir a classificação para as semifinais da competição.

Agora, os Bleus guardam suas forças para a semifinal da competição continental na próxima terça-feira (9) na cidade de Munique, onde encarra o time da Espanha por uma vaga na grande final do torneio.

Domínio lusitano

O jogo começou com a seleção de Portugal dominando as ações do jogo, apostando muito em Rafael Leão pelo lado esquerdo. O time português começou muito bem o primeiro tempo, mas com poucos espaços para finalizar, tanto que teve apenas um chute perigoso nos primeiros minutos de jogo, num chute de Bruno Fernandes para boa defesa do goleiro Maignan.

A França tinha muitas dificuldades para ter a bola para tentar fazer o seu jogo. Com Griezman novamente jogando mais centralizado e Mbappé e Thuram no ataque, o jogador do Atlético de Madrid novamente teve uma participação pouco produtiva na partida.

Na segunda metade do primeiro tempo, o jogo ficou mais equilibrado, com os dois times tendo dificuldades para achar espaços para finalização. Mas, o time de Portugal continuava levando certa vantagem principalmente com Bernardo Silva e Rafael Leão sobre o lado direito da zaga francesa, porém, sem conseguiu abrir o placar. Desta forma, o jogo foi para o intervalo com 0 x 0 no placar.

Maignan se destacando

Na segunda etapa, o time francês voltou um pouco melhor, com Thuram e Mbappe mais participativos. O time dirigido por Deschamps melhorou para a segunda etapa, sendo mais perigoso em algumas ocasiões, mas o domínio das ações ainda era do time português.

Aos 15 minutos, o time de Portugal teve sua melhor sequência na partida, com duas chances claras de gol, uma com João Cancelo que foi defendida por Maignan e outra com chute de Rafael Leão, para outra ótima intervenção do goleiro francês do Milan.

Deschamps alterou o time, colocando Dembele no lugar de Griezman colocando o time novamente no 4-3-3. Desta forma, a França passou a ter o melhor momento na partida, com o ponta do Barcelona entrando muito bem e dando trabalho ao lado direito da defesa lusitana e quase abrindo o placar num chute cruzado de Kolo Muani, que foi desviado por Ruben Dias para escanteio; logo em seguida, o time francês teve mais uma chance com Tchouameni, que chutou sem ângulo e a bola passou com muito perigo do gol de Diego Costa.

Mesmo com ambos os times tendo grandes chances para finalizar, o placar seguiu em 0 x 0 ao final dos 90 minutos na cidade de Hamburgo.

Prorrogação agitada

Logo no início da prorrogação, o time de Portugal teve uma grande chance de abrir o placar, em grande jogada pela direita. Porém, a bola chegou para Cristiano Ronaldo, que finalizou muito mal e isolou para longe do gol. A França não teve grandes chances para chutar no gol de Diego Costa e o primeiro tempo acabou em 0 x 0.

Na segunda etapa, a melhor chance de gol foi novamente do time português com o atacante Diogo Jota, que cabeceou a bola pela rede de fora aos 2 minutos do tempo extra. Sem nenhuma chance clara para nenhum dos dois lados, o jogo acabou em 0 x 0 indo para a disputa de pênaltis.

Trave e classificação da França

Na disputa de pênaltis, após converterem as primeiras cinco cobranças com Dembele, Cristiano Ronaldo, Fofana, Bernardo Silva e Kounde, o português João Felix teve a oportunidade de cobrar a sétima cobrança, mas ele chutou na trave colocando o time da França em vantagem por 3×2 na disputa das penalidades máximas.

Após Barcola e Nuno Mendes converterem suas cobranças, caiu nos pês de Theo Hernandes a quinta cobrança e o defensor bateu com perfeição para colocar o time de Deschamps em mais uma semifinal de Eurocopa.

FT: Portugal 0 (3) x 0 (5) França

Análise final

No melhor jogo do time na Eurocopa, o time português parou numa ótima atuação de Maignan no tempo normal e teve o azar de João Felix ao perder sua cobrança e deixar o time francês em vantagem.

A França chega a mais uma semifinal contra a Espanha na próxima terça-feira, com preocupação sobre o rendimento ofensivo do time e principalmente da condição física de sua principal estrela, Kylian Mbappe, que saiu do jogo no início do segundo tempo da prorrogação.