Renato Portaluppi, Grêmio
Futebol Brasileirão

Grêmio iguala série de derrotas nos pontos corridos e tem pior início de Brasileiro desde o último rebaixamento

Com o sinal de atenção ligado no Humaitá, o Grêmio consolidou sua sexta derrota consecutiva no Brasileirão após o revés sofrido contra o Inter no Gre-Nal, disputado no último sábado no estádio Couto Pereira, em Curitiba. Na era dos pontos corridos, o Imortal registrou dois cenários semelhantes quando terminou rebaixado para a Série B nos anos de 2004 e 2021. O começo na temporada atual, embora melhor do que o início no descenso registrado nos anos 2000, remete a sequência inicial do último rebaixamento, quando pouco pontuou nos primeiros jogos do torneio.

A campanha de 2024 com apenas 6 pontos ganhos em nove jogos disputados pelo Tricolor, que tem duas partidas a menos que seus adversários na briga contra o Z-4, faz a equipe relembrar o sombrio período dentro de campo, que viveu nos dois rebaixamentos mais recentes, já na época de pontos corridos do Campeonato Brasileiro. Em 2004, o Grêmio nem estava na degola no início da competição, disputada na ocasião por 24 times, porém, era apenas o 15º colocado, com apenas 10 pontos. Terminou caindo para a segundona de 2005 logo depois de uma sequência de derrotas na reta final.

Em 2021, num cenário mais preocupante do que o atual, quando caiu pela última vez, o Imortal fez apenas três pontos nos nove jogos iniciais, mesmo tendo assim como agora, disputado partidas do começo do Brasileirão em datas adiadas pela CBF. Neste momento, como vice-lanterna o Grêmio tem duas vitórias e sete derrotas – sendo seis delas registradas consecutivamente, desde o jogo contra o Bahia em Salvador. Com dois jogos em atraso, o panorama de 2024 ainda se demonstra melhor do que o de três anos atrás, estando com o dobro de pontos, mas continua trazendo uma pulga incômoda atrás da orelha dos gremistas.

As seis derrotas seguidas do Grêmio no Brasileirão 2024
  • Bahia 1 x 0 em Salvador – 4ª rodada
  • Bragantino 2 x 0 em Curitiba – 7ª rodada
  • Flamengo 2 x 0 no Rio de Janeiro – 8ª rodada
  • Botafogo 2 x 1 em Cariacica – 9ª rodada
  • Fortaleza 1 x 0 em Fortaleza – 10ª rodada
  • 1 x 0 Inter em Curitiba – 11ª rodada
As seis derrotas seguidas do Grêmio no Brasileirão 2004
  • Fluminense 3 x 2 em Porto Alegre – 35ª rodada
  • Figueirense 3 x 2 em Florianópolis – 36ª rodada
  • Inter 3 x 1 em Porto Alegre – 37ª rodada
  • Cruzeiro 2 x 0 em Belo Horizonte – 38ª rodada
  • Palmeiras 3 x 2 em Porto Alegre – 39ª rodada
  • Paraná 1 x 0 em Curitiba – 40ª rodada

O cenário atual do Grêmio

Neste Campeonato Brasileiro, logo depois de estrear com um revés diante do Vasco em São Januário, o Tricolor venceu os dois jogos seguintes em Porto Alegre, contra o Athletico-PR e Cuiabá na Arena. As partidas disputadas em casa antes das enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul impossibilitarem o uso do estádio deram ao time um respiro em meio ao cenário atual que põe o Grêmio em 19º lugar na classificação.

Desde o reinício das atividades fora do estado após a pausa do Brasileirão em virtude dos acontecimentos no RS, o Imortal atuou em oito partidas, tendo sido três vezes pela CONMEBOL Libertadores, com duas vitórias e um empate. Jogando os confrontos do returno na fase de grupos contra The Strongest, Huachipato e Estudiantes, a equipe de Renato Portaluppi conquistou a classificação às oitavas da competição continental e encara o atual campeão Fluminense, em agosto.

Ao conceder entrevista coletiva depois da derrota tricolor para o maior rival no último sábado, Renato declarou que tem acompanhado os times num momento semelhante ao que vive o Grêmio no Brasileiro e deixou clara a necessidade de voltar a vencer para sobreviver à primeira divisão deste ano. Comparando a equipe atual com o time que foi vice-campeão no ano passado, o treinador relembrou da fase em que sofreu muitas críticas e conseguiu colocar o time gaúcho na briga pelo título em alguns momentos da edição anterior do torneio.

Tenho acompanhado os outros times, muitos em uma sequência de derrotas. Uma hora essa maré tem que acabar. O Brasileiro é perigoso. Mas lembro do ano passado que todo mundo criticava e o Grêmio foi vice do Brasileiro. A gente tem que voltar a vencer. Trabalhamos para isso. Mas no momento não tem sido possível”.

Caminhando para a 12ª rodada, o Grêmio agora aguarda quando enfrentará Atlético-MG e Criciúma, jogos atrasados da 5ª e 6ª rodada do Brasileirão. Décimo nono colocado com 6 pontos, o time prepara uma possível volta para o Rio Grande do Sul após atuar como mandante em Curitiba (PR) e Cariacica (RS), porém, ainda não para a Arena em Porto Alegre. O Centenário, casa do Caxias, é cotado como “nova casa” gremista enquanto o estádio na capital passa por um processo de recuperação logo depois das enchentes.

O Tricolor visa a reação no campeonato esta semana, quando enfrenta o Atlético-GO no Antônio Accioly na quarta-feira, às 20h e o Fluminense no domingo, em partida que pode acontecer no estádio Centenário, em Caxias do Sul, às 16h (de Brasília).

Estádio Centenário em Caxias do Sul
Centenário deve receber o Grêmio em Caxias do Sul — Foto: Vitor Soccol/SER Caxias

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA