joao martins critica futebol brasileiro
Futebol

Auxiliar de Abel Ferreira solta o verbo: “é ruim para o sistema o Palmeiras ganhar dois anos seguidos”

(por Rafael Lima)O auxiliar técnico de Abel Ferreira, João Martins, que comandou o Palmeiras diante do Athletico Paranaense na partida deste domingo (2), que terminou em um empate por 2 a 2, se mostrou revoltado com a arbitragem durante e depois do jogo.Na entrevista coletiva após a partida, João soltou o verbo contra o árbitro Jean Pierre Gonçalves, que não expulsou Zé Ivaldo e ainda deu dois amarelos para Garcia.“Não expulsa o jogador (no pênalti em Endrick), dá amarelo ao Garcia por atrasar um lateral. Inacreditável. O Brasil é especialista em perder tempo, por isso na Europa não se vê jogos do Brasil. Parece mais teatro que futebol. Depois um pênalti bem marcado, amarelo muito bem dado. Mas condicionou no primeiro tempo com aquele amarelo ridículo. Só no Brasil acontece… Por isso esse futebol, lá fora, tem pouca credibilidade. Não por falta de qualidade, mas por falta de transparência”, disse João Martins.“Pela saúde mental da comissão técnica, ainda bem que sou eu hoje aqui. Nós entendemos que o futebol brasileiro passa uma imagem do futebol mais competitivo do mundo porque ganham vários. Mas ganham vários porque muitas vezes não deixam os melhores ganhar. Mais uma vez o que aconteceu hoje… Entendemos que é ruim para o sistema o Palmeiras ganhar dois anos seguidos” , seguiu o auxiliar.“Em toda Europa, há sempre dois ou três que ganham sempre porque são os melhores. Trabalham para ser os melhores dia a dia, que é o que fazemos. Vamos lutar até o fim, mesmo que não nos deixem (ganhar). Não há problema. Vamos lutar e dar nosso melhor, para isso somos pagos. Para isso estamos em um clube fantástico. Não vão nos calar. O que aconteceu aqui hoje foi uma vergonha! Simplesmente uma vergonha! Aos três minutos, se condiciona um jogo. Depois se justifica com faltas e faltinhas”, explicou.“Podem continuar a nos expulsar, vamos lutar até a última gota de suor pelo bem do futebol e pelo bem do Palmeiras”, finalizou o português.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *