53192584641 08cd98857e k
Futebol

Botafogo contesta publicamente a anulação do gol de Diego Costa e os erros contra o time: “têm contribuído para a classificação ficar equilibrada”

(por Rafael Lima) O Botafogo foi derrotado pelo Atlético Mineiro, neste sábado (16), na MRV Arena, por 1 a 0. Porém, o revés não foi justo sob a ótica da diretoria do Glorioso. Isso ocorreu porque Diego Costa teve um polêmico gol anulado.O atacante do Fogão anotou um gol legítimo, mas o árbitro Ramon Abatti confirmou o impedimento anotado pelo bandeirinha, o que revoltou o time carioca.No fim da partida, André Mazzuco, diretor de futebol do Glorioso, e o treinador Bruno Lage, deram declarações fortes em relação a anulação do gol do Botafogo.“Infelizmente, de novo, mais uma vez, a gente vê um erro capital, inaceitável, da arbitragem. Por mais que o Bruno Pires (assistente), com toda educação, tentou explicar, não nos convence. Nós tivemos um lance contra o Flamengo, no qual o gol não foi anulado, do Marlon, em que o Bruno Henrique estava impedido. Conversamos com a CBF e hoje é outro critério. A gente tem um gol legal anulado, onde a explicação é que o zagueiro se preocupa com o Diego Costa. Vocês podem olhar o lance. Diego Costa está parado no lance. O zagueiro estava marcando o Janderson, ele tira a bola como tinha de tirar e a bola sobra no pé do Diego, que faz o gol. Então, isso é inaceitável”, Disse Mazzuco.”O Botafogo vai brigar até o fim no campeonato. Eu estou aqui em respeito à comissão técnica, aos jogadores, aos torcedores, mas falando que a gente está cansado disso, sendo que de repente, aqui na coletiva, deveriam estar o Ramon (árbitro), tinha de estar o Guarizo (VAR), o Bruno, para dar explicação, porque sempre é a gente que tem de vir aqui, colocar a cara e reclamar. É triste porque os clubes têm reclamado e toda rodada acontece alguma coisa. Os clubes vão à CBF e a gente vê que nada acontece e mais uma vez o Botafogo é prejudicado, em um erro capital da arbitragem”, emendou o dirigente. “A gente não vai aceitar isso. A gente vai reclamar, fazer o que for preciso, apesar de que a gente não vê resultado das reclamações dos clubes. Não é só o Botafogo. Não estou aqui justificando a derrota. A questão é o desrespeito aos profissionais que participam do Campeonato Brasileiro com este tipo de erro, que são fáceis e não devem acontecer. O que a gente viu hoje foi lamentável. É desrespeitoso ao Botafogo. Um erro que não deveria ter acontecido, um gol legal, em que mais uma vez a gente vai brigar até o fim, mas só espera que o campeonato tenha lisura adequada para chegar à última rodada e ter o mérito, o Botafogo, quem for, de finalizar o campeonato. Ficam as palavras em respeito aos nossos jogadores, à comissão técnica, aos torcedores, que isso é inaceitável. Mais uma vez, repito, é lamentável a gente ver um erro tão grosseiro da arbitragem como a gente viu hoje e como a gente viu também contra o Flamengo”, finalizou o diretor.O técnico Bruno Lage também seguiu o tom de reclamação e ainda insinuou que isso pode ocorrer para deixar a classificação mais equilibrada.”Reforço a posição do diretor André Mazzuco e vou colocar o dedo na ferida. Eu cheguei aqui há dois meses e sinto que há critérios muitos diferentes em outros tipos de jogo que dão a sensação que se quer que o campeonato fique animado até o fim. Já vi muitos lances em outros jogos um critério completamente absurdo e quando aconteceu nos dois últimos jogos, em que fomos prejudicados, estamos aqui, André e eu, quisemos fazer este início. O VAR, penso eu, veio para ajudar, aqui e em qualquer parte do mundo, e lamentavelmente tem acontecido muitos erros e não apenas nos nossos jogos. Nos nossos jogos, de alguma forma, têm contribuído para a classificação ficar equilibrada. Muitas coisas duvidosas, de lances inexplicáveis, que têm ajudado e prejudicado equipes e que permitem neste momento estarmos na classificação”, disse Lage.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *