Eric Ramires, Red Bull Bragantino
Futebol Brasileirão

Red Bull Bragantino vira sob o Vitória em casa e encosta no G-6

Pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, Red Bull Bragantino e Vitória se enfrentaram na noite deste domingo (23), no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Vivendo momentos opostos no torneio, Massa Bruta e Leão da Barra fizeram um jogo equilibrado em busca dos três pontos e avançar na tabela, a oito jogos do final do primeiro turno.

Com gols de Eric Ramires e Helinho, os paulistas conquistaram o triunfo de virada e obtiveram sua segunda vitória seguida após uma derrota fora de casa para o Atlético-MG em Belo Horizonte, levando a equipe de Pedro Caixinha ao G-6. Os baianos que saíram na frente com Jean Mota, tiveram sua sequência de duas vitórias seguidas freada fora de Salvador e permanecem no Z-4. Confira agora, um resumo do confronto.

Como foi Red Bull Bragantino e Vitória?

Após um predomínio inicial do Braga com a bola e com jogadas, o Vitória evoluiu e conseguiu afastar perigos da meta rubro-negra, tendo a oportunidade de jogar no contra-ataque e explorar os buracos defensivos da equipe da casa. Aos 16 minutos, o Leão da Barra abriu o marcador com Jean Mota, num chute à queima-roupa de perna direita e que não deu chances ao goleiro Cleiton.

O resultado que até então afastava o time de Thiago Carpini da zona de rebaixamento, se prolongou até os acréscimos do primeiro tempo, logo depois da equipe baiana ter o segundo gol anulado e ver o Bragantino empatar aos 47 com Eric Ramires. Numa jogada que começou através de Jadsom, domínio de Sasha e um chute inicial deste para a defesa de Lucas Arcanjo, o camisa 7 aproveitou o rebote para dar números iguais ao duelo no Nabizão e construir a virada do Massa Bruta no jogo após a etapa final.

O segundo tempo inicia com o Vitória correndo atrás dos três pontos e a defesa do Red Bull Bragantino atenta para evitar o perigo. O time da casa soube responder de forma rápida e por pouco não faz o segundo gol aos 02 minutos com Helinho, que soltou uma bomba da intermediária e três minutos depois viu Luan Cândido cobrar uma falta por cima da meta do Leão.

Aos 17 minutos, o Vitória ataca num bate-rebate e tem a jogada barrada por Cleiton, após um escanteio de Jean Mota render um cabeceio de Wagner Leonardo e quase sobrar para Culebra completar. Em meio ao susto adversário, o Bragantino reage aos 20 com um toque de Lucas Evangelista para Helinho mandar para o fundo das redes e fazer 2 a 1 para os donos da casa, num jogo acirrado no Nabi Abi Chedid. Os baianos não se intimidaram e fizeram o possível para reagir, porém, viram o Braga administrar o resultado e segurá-lo até os final do jogo, consolidando assim seu quinto triunfo no Campeonato Brasileiro. Final, Red Bull Bragantino 2, Vitória 1.

Com a segunda vitória seguida na competição, o Massa Bruta pulou da 9ª para a 6ª colocação e agora tem 18 pontos, estando a 6 do líder Flamengo, que possui 24. O Leão da Barra estaciona em 17º lugar com 9 pontos e é o primeiro dentro da zona de rebaixamento, por ter sofrido mais gols do que o Atlético-GO, o primeiro fora do Z-4 e com os mesmos 9. O Bragantino volta a campo na próxima quarta-feira diante do Botafogo no Nilton Santos, às 19h, e o Vitória joga na quinta, contra o Fluminense no Maracanã.

Análise Final

O Bragantino mostrou poder de reação quando se viu sufocado pelo Vitória em seus domínios e não deixou os três pontos escaparem das mãos frente a um adversário em recuperação no Brasileiro, logo depois de um começo pífio que lhe rendeu a lanterna do campeonato e a troca de técnico antes da sétima rodada. Vencer de virada e conquistar seu segundo triunfo seguido após uma derrota para o Galo em BH dá ao time de Pedro Caixinha a confiança de seguir na briga pelas primeiras posições, assim como a equipe fez no ano passado.

Apesar da derrota depois de sair na frente do placar em São Paulo, o rubro-negro baiano se mostrou uma equipe bem organizada e determinada a emplacar sua terceira vitória seguida no Brasileirão, que lhe levaria a sair pela primeira vez do Z-4 em meio ao terrível começo com Léo Condé, e agora reagindo com Thiago Carpini. Jean Mota fez seu primeiro gol após 11 jogos com o time, mostrou sintonia com os colegas no decorrer do confronto em Bragança e caso mantenha a regularidade, pode ser um coringa entre o elenco do Leão da Barra para a arrancada na Série A.

Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino