lewis hamilton spanish grand
Automobilismo Fórmula 1

Polícia oferece atualização sobre alegação de sabotagem de Lewis Hamilton

A Mercedes foi informada pela polícia que “nenhuma ofensa criminal” foi cometida no e-mail anônimo que foi distribuído no paddock da F1 durante o Grande Prêmio da Espanha.

O e-mail alegava que empreendimentos nefastos estavam acontecendo na equipe de Brackley para prejudicar Lewis Hamilton, com acusações de que seu carro, bem como pneus e estratégias de corrida estavam sendo sabotados dentro da própria equipe.

Toto Wolff negou categoricamente as alegações em uma resposta veemente, chamando aqueles por trás do e-mail e os que acreditam em tais teorias da conspiração de “lunáticos”, ao mesmo tempo que disse que deveriam consultar terapeutas.

Ao mesmo tempo, ele confirmou que o assunto havia sido entregue à polícia para investigação. No entanto, os policiais não conseguiram encontrar evidências de irregularidades criminais.

“A polícia de Northamptonshire recebeu uma denúncia em 12 de junho sobre um e-mail que circulou dentro da equipe Mercedes AMG F1”, disse a polícia à PA Media.

“Nenhuma infração criminal foi cometida, no entanto, foi dado aconselhamento sobre quaisquer outros e-mails que a equipe possa receber.”

Hamilton em má fase

Lewis Hamilton vem fazendo sua pior temporada desde o momento em que entrou na Fórmula 1. O heptacampeão tem ficado constantemente atrás do seu companheiro de equipe, George Russell, que inclusive tem 11 pontos a mais que o veterano na tabela de classificação.

Após o anúncio de que pilotará pela Ferrari no ano que vem, Lewis Hamilton tem caído de produção, o que instaurou a especulação de sabotagem em relação ao heptacampeão.

Com as novas informações da polícia, as teorias da conspiração foram rechaçadas e o que fica é realmente a má fase do piloto britânico.