Tiago Nunes Botafogo Textor
Futebol Brasileirão

Tiago Nunes revela novo problema emocional no Botafogo

O Botafogo deixou o Nilton Santos neste domingo (18) com uma derrota considerável de 4 a 2 diante do rival Vasco, colocando mais pressão em Tiago Nunes. O técnico está na mira da torcida após não conseguir apresentar desempenho convincente de forma regular desde a sua chegada na reta final do Brasileirão 2023.

Considerando apenas jogos contra clubes da primeira divisão do futebol brasileiro (Série A 2023 e clássicos do Carioca 2024), Tiago Nunes possui nenhuma vitória em sete jogos. No último teste antes da estreia na segunda fase da Conmebol Libertadores diante do Aurora, o treinador revelou um novo capítulo dos problemas emocionais no alvinegro carioca.

Na entrevista pós-jogo, Tiago Nunes disse que alguns jogadores estão pedindo para ficarem de fora da equipe por sentirem desgaste emocional por conta do encerramento da última temporada. O técnico afirmou que nenhum jogador falou diretamente sobre esse pedido, mas entendeu por meio de “códigos”.

Aspas de Tiago Nunes, técnico do Botafogo

“O professor Luis Castro, que teve muito sucesso aqui, levou quase um ano para levar o Botafogo a um nível competitivo que durou entre 5 e 6 meses. Durante esse ano o Botafogo oscilou até encaixar a equipe no início do Brasileiro. Depois a dificuldade emocional, sim. A gente não conseguiu repetir. A gente tem uma memória emocional do ano passado. Quando sofre revés como esse, volta tudo à tona. Por mais que a gente tenha mudanças no elenco, o time titular é remanescente do ano passado.”

“Vamos evoluir através da sequência de resultados positivos e também da chegada de jogadores para encorpar o grupo e não só o titular. Porque muitos jogadores estão pedindo para ter uma sequência fora da equipe, para parar de carregar essa carga emocional tão forte. Você tem que ter mais jogadores de um nível compatível para manter o Botafogo competindo em alto nível.”

“Nós que somos pessoas do futebol e estamos há muito tempo, o futebol tem códigos e temos de respeitar. Depois de 20 anos convivendo com atletas, a gente sabe quando o atleta está no limite técnico, físico, mental, que precisa ter um descanso, sair um pouco da zona de alvo. Para se libertar de alguns rótulos que recebem durante o ano. Se pensarmos de forma racional, o grupo do Botafogo que construiu aquela fase maravilhosa ano passado era pequeno. Eram 13, 14,15 jogadores que rodavam o tempo todo. Não mudou muito isso.”

“A gente mudou alguns, mas a grande parcela continua jogando e atravessando momento de que precisam de apoio. E o apoio é nesse sentido, conseguir ter outros atletas que possam assumir o protagonismo, para que os outros possam se regenerar. O Botafogo está investindo num grupo. O crescimento do Botafogo está crescendo. Vai ser agora, amanhã? Não dá para mensurar isso. Existem código e códigos têm a ver com leitura, experiência.”

Prova de fogo para Tiago Nunes

O Botafogo começa a definir a sua temporada a partir desta quarta-feira (20), em duelo diante do Aurora, a partir das 21h30 pelo horário de Brasília, abrindo a segunda fase da Conmebol Libertadores. Enquanto isso, o alvinegro se complicou na Taça Guanabara com a quinta colocação restando duas rodadas para as semifinais do estadual.

Imagem: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *