Vitória, Léo Condé
Futebol Brasileirão

Vitória: Diretoria se reúne e dispensa Léo Condé após maus resultados; nomes já são cotados

Diante de uma sequência negativa e um de seus piores inícios na história do Campeonato Brasileiro em pontos corridos, o Vitória está dispensou o técnico Léo Condé. A equipe com apenas um ponto entre quinze disputados, é apenas a 18ª colocada no Brasileirão. De acordo com informações inicialmente divulgadas pelo jornalista José Eduardo, da Record Bahia, e confirmadas pelo jornal A Tarde, o clube decidiu oficialmente desligar o comandante e já possui nomes no radar para substituí-lo.

Em reunião na Toca do Leão nesta terça-feira, com a presença de Léo Condé e do presidente Fábio Mota, os envolvidos firmaram um acordo amigável para encerrar o vínculo do técnico com a equipe, após um ano e dois meses à frente do time, com dois títulos. Léo Condé conquistou com o Vitória o Brasileirão da Série B de 2023, e o Campeonato Baiano de 2024, após seis anos de jejum, porém, o começo ruim na Série A deste ano pesou na decisão a ser comunicada ainda hoje.

Rubro-negro tem jejum de triunfos desde a conquista do título baiano

Tendo quebrado um jejum de seis anos sem conquistar um estadual, a partir do empate no segundo jogo da decisão contra o Bahia, o Vitória entrou em um ciclo totalmente diferente daquele que iniciou o ano de 2024, no qual retornou à primeira divisão nacional como campeão da Série B. Após vencer o Baianão, o Leão da Barra disputou mais seis jogos, e saiu derrotado em cinco, sendo quatro pelo Brasileiro e um pela Copa do Brasil.

Jejum de vitórias:
  • Bahia 1 x 1 Vitória: Campeonato Baiano;
  • Vitória 0 x 1 Palmeiras: Série A;
  • Vitória 2 x 2 Bahia: Série A
  • Cruzeiro 3 x 1 Vitória: Série A
  • Botafogo 1 x 0 Vitória: Copa do Brasil
  • Vitória 1 x 3 São Paulo: Série A
  • Vasco 2 x 1 Vitória: Série A

Pelo Brasileirão, o Vitória sob o comando de Léo Condé registrou o pior início da equipe em onze participações na competição em pontos corridos, empatando com a penúltima campanha da equipe na primeira divisão, em 2017, quando iniciou com 1 ponto após cinco jogos, e encerrou a temporada na 17ª colocação.

Vitória após cinco jogos em Brasileiros

Quando questionado sobre o mau início no Brasileiro, Léo Condé fez questão de apontar o grau de dificuldade que uma divisão impõe à outra, e que o investimento das equipes promovidas à Série A é totalmente menor. Além disso, afirmou que a tabela inicial do campeonato foi “pesada” com equipes paulistas, Vasco e um Ba-Vi.

A gente sabia do grau de dificuldade da competição. O investimento é menor das equipes que sobem da Série B. A gente também teve tabela um pouco pesada nesse início. Pegamos Palmeiras e São Paulo em casa, o clássico, e saímos para Cruzeiro e Vasco. Não tem jogo fácil, mas é uma tabela um pouco pesada”.

Dispensando Léo Condé, Vitória tem substitutos no radar

Após a oficializar a saída de Léo Condé do comando, o Vitória também já trabalha nos bastidores com um possível nome para substituir o treinador. Wesley Carvalho, de 49 anos, ex-Athletico-PR e Palmeiras, é cotado como o próximo técnico do rubro-negro baiano, podendo ter assim sua primeira passagem como efetivo no futebol profissional.

Com passagens vitoriosas nas categorias de base desses clubes, e com seu último trabalho como interino no Athletico-PR em 2023, Wesley é um velho conhecido do Leão da Barra, onde iniciou sua carreira, treinando as equipes Sub-17, Sub-20, e atuado como interino do elenco principal.

Wesley Carvalho, nome cotado pelo Vitória como técnico
Wesley Carvalho, nome cotado pelo Vitória como técnico com a saída de Léo Condé — Foto: José Tramontin/Athletico.

Thiago Carpini recebe proposta

Além de Wesley Carvalho, outro nome que agrada a direção do Vitória e já recebeu proposta, é o ex-São Paulo e Juventude Thiago Carpini, de 39 anos. De acordo com o ge, o rubro-negro baiano aguarda o retorno do profissional da Europa, onde esteve acompanhando jogos e treinamentos de equipes como o PSG, da França, e do Real Madrid, na Espanha.

Contratado no início do ano pelo São Paulo, para o lugar de Dorival Júnior, Carpini conquistou pelo clube a Supercopa do Brasil, e terminou demitido do tricolor paulista após uma sequência de resultados negativos e atuações ruins da equipe, tendo em 18 jogos, sete vitórias, seis empates e cinco derrotas.

Thiago Carpini
Ex-técnico do São Paulo Thiago Carpini, possível nome para o comando do EC Vitória — Foto: Renato Gizzi, Photo Premium/Gazeta Press

Enquanto não anuncia o substituto de Léo Condé, o Vitória trabalha em busca do primeiro triunfo no Campeonato Brasileiro, e treina para o próximo jogo, a ser disputado no sábado (18), contra o Atlético-GO às 16h no Barradão. O duelo de rubro-negros será um confronto direto entre equipes brigando na parte de baixo da tabela e que ainda não venceram na competição, o Leão da Barra está em 18º lugar, e o Dragão goiano é o 19º colocado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *