Vojvoda Fortaleza
Futebol Brasileirão

Vojvoda explica motivos para recusar ofertas e seguir no Fortaleza

Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (17), o técnico Juan Pablo Vojvoda respondeu à um dos principais questionamentos desta pré-temporada. O treinador chegou a receber sondagens de Cruzeiro e São Paulo, mas optou por seguir no Fortaleza e as negociações com os demais clubes não avançaram para propostas formais.

Nesta entrevista, o técnico argentino ressaltou as diversas qualidades da estrutura interna que encontra na estrutura do Leão do Pici, além da confiança da diretoria.

Planejamento e liberdade no Fortaleza são decisivos

Vojvoda também disse que gosta muito de morar em Fortaleza e está confortável com o status atual de sua vida.

”O clube me dá oportunidade de desenvolver um projeto. As procuras de outros clubes não mexem muito com minha cabeça. Eu dou à diretoria o meu compromisso, estou comprometido com esse projeto. E nos momentos ruins, eles me apoiam. Essa unidade conseguimos durante esses anos.”

“Passamos momentos muito bons juntos e com diretoria, comissão e todo o clube, nos momentos difíceis eu senti esse apoio. Falam que não quero aceitar desafio de outros times (grandes), mas tenho meus projetos aqui. O Fortaleza ainda não atingiu o topo e esse é meu desafio, que o Fortaleza e Vojvoda cresçam juntos.”

Vojvoda pediu maior respeito às escolhas

Em outro momento de sinceridade, o técnico argentino respondeu de forma mais enfática às críticas que recebe por recusar ofertas de clubes maiores do que o Fortaleza e pediu maior respeito com os profissionais que trabalham no atual vice-campeão da Conmebol Sul-Americana.

”Tenho o direito de escolher onde eu quero morar, onde quero trabalhar e com quem quero trabalhar. Não é porque estão falando que sou medroso que vou fazer o que dizem. Eu vou fazer o que eu quero e o que eu considero, por que é minha carreira. É minha! Não é das outras pessoas. E eu decido por mim.”

”O meu time, quem escolhe sou eu, com minha comissão técnica. As decisões profissionais e pessoais do Vojvoda são do Vojvoda. Por isso, muitas vezes chegaram propostas, sim. Mas diretamente disse: não. Por que tenho compromisso aqui. Não posso dizer para Fortaleza aguardar e esperar, enquanto falava com outro time que me queria. Acho que não é legal de minha parte.”

Imagem: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *