Barcelona demite Xavi
Futebol La Liga

Barcelona decidirá futuro de Xavi nos próximos dias

Após polêmicas, a permanência de Xavi Hernández no Barcelona ainda é debatida. Vale lembrar que, em um momento da temporada, o espanhol confirmou que deixaria o clube ao final da temporada. Mas, tempo depois, o técnico voltou atrás.

Segundo a ‘ESPN’, Joan Laporta, presidente do Barcelona, deverá se reunir com Xavi nas próximas semanas para discutir o futuro do treinador na equipe. Deco, diretor de esporte do clube, também estará presente.

De acordo com a publicação do site, a reunião deverá acontecer logo após a última partida do time na temporada, contra o Sevilla, no domingo, 26.

Ainda segundo a ‘ESPN’, um dos assuntos que será abordado na reunião é o fato do Barcelona terminar a temporada sem nenhum título, além do futuro de Xavi Hernández no comando da equipe.

Xavi e Barcelona

Recentemente, segundo notícias da imprensa internacional, Laporta está considerando seriamente a demissão de Xavi. Além disso, parte da diretoria da equipe também defende mudanças.

Caso o espanhol deixe o comando da equipe, o time já teria alguns nomes na mira, como: Rafa Márquez, do Barcelona B, Hansi Flick e Thomas Tuchel. Além deles, Thiago Motta e Roberto De Zerbi também são considerados.

Xavi chegou ao Barcelona em 2021, liderando a equipe ao primeiro título de La Liga desde 2019, porém terminará a atual temporada na segunda colocação.

Xavi Hernández, Barcelona (Foto: EP)
Xavi Hernández, Barcelona (Foto: EP)

Polêmica

Em janeiro, Xavi afirmou que deixaria o Barcelona ao final da temporada, porém, em abril, o treinador mudou de ideia e confirmou que iria permanecer no clube até o final de seu contrato, que se encerra em 2025.

No entanto, os comentários feitos por Xavi na semana passada, nos quais falou sobre a dura realidade da situação financeira do clube, reabriram mais uma vez o debate sobre o seu futuro.

Embora esses comentários tenham sido o estímulo para Laporta ponderar a demissão de Xavi, fontes disseram à ESPN que o presidente nunca apoiou totalmente o treinador.

(Foto: LLUIS GENE/AFP via Getty Images)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *