Estêvão, Palmeiras e Chelsea
Futebol Brasileirão Premier League

Chelsea se aproxima de Estêvão, do Palmeiras

O Chelsea se prepara para contratar mais um jovem talento do futebol mundial. O nome da vez é Estêvão, do Palmeiras. Os dois lados já negociam sobre o futuro do jovem jogador de 17 anos, e o Chelsea deverá fazer uma proposta oficial em breve.

Segundo o ‘GE’, não é de hoje que equipes internacionais miram Estêvão. Recentemente, Arsenal, Paris Saint-Germain e Barcelona, além do Chelsea, se mostraram interessados na contratação do jogador para os próximos anos.

Dos citados, os Blues são os que estão mais próximos de anunciar a contratação do meio-campista, que terá que esperar cerca de um ano para poder se transferir para o futebol mundial, já que ainda é menor de idade.

Há alguns dias, o Chelsea negocia com o Palmeiras e com os representantes do jogador para viabilizar, o mais rápido possível, a contratação de Estêvão.

Negociação com o Chelsea

Endrick (Real Madrid) já tem futuro definido, e o próximo grande talento a deixar o Palmeiras é Estêvão, avaliado em 10 milhões de euros. Porém o clube paulista se mantém firme nas negociações com os clubes interessados no meio-campista.

O contrato de Estêvão tem uma multa rescisória de cerca de 45 milhões de euros (R$ 246 milhões), com o time paulista tendo 70% dos direitos econômicos, com o jogador sendo o dono dos outros 30%.

Caso o time londrino ative a multa rescisória, o Palmeiras ficará com cerca de 31,5 milhões de euros (R$ 172,5 milhões).

Estêvão, alvo do Chelsea, pela Seleção do Brasil Sub-17 (Foto: Leto Ribas/CBF)
Estêvão, alvo do Chelsea, pela Seleção do Brasil Sub-17 (Foto: Leto Ribas/CBF)

Estêvão

Com 17 anos (24/04) recém completados, Estêvão vem se destacando no elenco do Palmeiras há algum tempo. Desde que estreou pelo time principal da equipe paulista, o jovem jogador fez três gols e deu uma assistência em 14 partidas.

Além do Palmeiras, Estêvão também atua pela seleção brasileira sub-17. Em cinco jogos meio-campista marcou três gols.

(Foto: Ettore Chiereguini/AGIF)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *