França
Futebol Eurocopa

França tenta pouco, Canadá chega a assustar, mas empate é o resultado final

A França recebeu o Canadá para um amistoso neste domingo (9), e fez questão de não dar tudo de si para vencer. O resultado acabou sendo um empate sem gols e sem emoção para o telespectador ou interessado na partida, que contava com a despedida de Olivir Giroud do seu país natal. Com planos de se aposentar da seleção após a Eurocopa, tentou, mas não conseguiu deixar o seu golzinho no confronto.

França tem chances, mas Canadá se segura

A partida entre França e Canadá começou a todo vapor, com os dois lados se envolvendo em passes para encontrar um caminho mais fácil para abrir o placar. Com os franceses dominando a posse de bola, começaram a atrapalhar a saída de jogo dos seus adversários, que contam com essa arma como seu principal artefato.

Depois de alguns minutos, a França encontrou espaços e brechas para causar perigo, colocando o goleiro Maxime Crépeau para trabalhar. A primeira grande chance dos franceses foi numa bela jogada de Dembélé, quando o camisa 11 fintou para o meio e tocou com a outra perna para N’Golo Kanté. O volante entrou dentro da área e soltou um canudo no peito do goleiro, perdendo uma grande chance.

Sem deixar a poeira abaixar, a França chegou novamente, desta vez com Griezmann fazendo muita fumaça pelo lado esquerdo e encontrando Marcus Thuram na entrada da grande área. O atacante da Inter chegou batendo e colocou a bola onde a coruja dorme, porém, Crépeau foi buscar e impediu que os franceses saíssem na frente naquela oportunidade.

O camisa sete até tentou de longe, mas também não teve eficiência em sua batida, que foi novamente, muito bem defendida pelo arqueiro canadense. Depois de algumas chances claras, o Canadá se adaptou defensivamente e impediu que oportunidades como essas surgissem, deixando que a partida ficasse mais morna, com algumas leves investidas de ambos os lados.

Canadá cresce de produção

Na segunda etapa, o “flow” do confronto mudou completamente, apesar da França ter começado bem na volta do intervalo, a sua intenção parecia outra. Sem todas as suas peças principais no time titular, era visível de notar que os franceses procuravam Olivir Giroud dentro da área, para o camisa nove conseguir balançar as redes no seu jogo de despedida no seu país natal.

Com algumas oportunidades surgindo, o novo atacante do Los Angeles FC não converteu. Em seguida desses lances, o Canadá resolveu parar de olhar e crescer diante do seu adversário. Enquanto os donos da casa tinham problemas entre si, os visitantes trocavam passes e se aproveitavam dos espaços deixados pelos franceses, que estavam bem perdido dentro das quatro linhas.

A posição da França se tornou mais defensiva do que ofensivo, visando os contra-ataques como armas primárias. Essa movimentação não é nada convencional, principalmente quando é notável a diferença de nível de cada lado, esperando-se um domínio tremendo por parte dos franceses, ao invés de um equilíbrio com o Canadá mandando bem.

Os minutos passavam e apenas o telespectador que perdia, porque nada acontecia no confronto em que ambos falavam francês. Kylian Mbappé até chegou a entrar no jogo, mas grandes mudanças não aconteceram no confronto, deixando que os franceses vissem a sua seleção empatando diante do Canadá.

A França até teve a chance de sonhar mais uma vez, com alguém que não tem boas memórias, Kolo Muani. Depois de ter perdido aquela chance na final da Copa do Mundo diante da Argentina, o atacante do PSG teve uma oportunidade clara de balançar as redes. Com um cruzamento na cabeça do camisa 12, ele não fez o melhor dos movimentos e cabeceou para longe do gol canadense.

Final de jogo: França 0 x 0 Canadá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *