IMG 3355
Futebol Brasileirão

São Paulo conquista grande vitória fora de casa e chega no G4

O São Paulo visitou o Athletico Paranaense de olho no G4 do Brasileirão. Mesmo fora de casa, o Tricolor soube enfrentar as adversidades e jogar com inteligência para conquistar uma vitória importante onde muitos times perderão pontos ao longo da competição.

Equilíbrio e bom futebol

A partida começou bastante equilibrada, com o Athletico tentando dar as cartas, mas  o São Paulo aos poucos dominando as principais ações. Apesar disso, ninguém criava chances claras de gol.

Aos 7’ Wellington Rato, entendendo que o Athletico estava bem fechado, arriscou de fora da área para a defesa de Léo Linck. Mas, dois minutos depois, Zapelli também experimentou de longe e levou perigo.

O jogo seguia parelho, lá é cá, com Wellington Rato sendo o jogador que mais arriscava finalização. Mas, aos 26 minutos, veio a melhor oportunidade do São Paulo até então, porém, Alisson viu Léo Linck fazer uma bela defesa.

Se Alisson quase fez, Ferreira não perdoou. Igor Vinicius fez uma jogadaça, passou para Calleri que ajeitou e Ferreirinha não deu chances a Léo Linck, abrindo o placar para os visitantes.

A alegria tricolor durou pouco, já que cinco minutos depois, Julimar ajeitou e Fernandinho, de primeira, superou Jandrei, empatando a partida.

A partir daí, a partida ficou mais brigada e amarrada, com os times indo pro intervalo com o placar igual.

Calleri decide e expulsão complica o Athletico

A etapa complementar começou e o Athletico foi para cima com mais entusiasmo, querendo a virada e levando a torcida junto. Alugando o campo de ataque, o Furacão teve boa chance com Erick cabeceando para fora.

Só que mesmo mais acuado o São Paulo era perigoso. Calleri, aos nove minutos, quase desempatou. Porém, mesmo assustando, o Athletico era melhor.

O Furacão tinha boa presença no ataque, mas a defesa deixou a desejar. Calleri recebeu um presente, finalizou para a defesa de Léo Linck, porém, conferiu no rebote o segundo gol dos visitantes.

Após o segundo gol tricolor, o Athletico se abateu e o jogo voltou a ficar mais brigado do que jogado. Com muita confusão e cartões.

Isso aconteceu até que a pá de cal para os anfitriões veio. No meio de um entrevero, Léo Linck chutou Wellington e levou o cartão vermelho, deixando o Furacão com um jogador a menos estando em desvantagem no placar também.

Daí para frente, mesmo com um menos, o Athletico buscava ter presença ofensiva, enquanto o São Paulo tinha o contra-ataque encaixado. Porém, nenhum dos dois times foi eficiente em suas propostas de chegar ao gol adversário na reta final, beneficiando o tricolor, que já estava na frente.

Final: Athletico 1x2 São Paulo

 

São Paulo comemora gol e vitória diante do Athletico
São Paulo comemora gol e vitória diante do Athletico


Comentários finais da vitória do São Paulo

O São Paulo foi eficiente e mostrou que a oscilação negativa é coisa do passado, “sabendo sofrer” e demonstrando ser um time na mão de Zubeldía, que acabou expulso no fim, o tricolor dá sinais que brigará por coisas grandes até o fim da temporada.

Ter um atacante como Calleri, também é de suma importância para o time, já que além de incomodar a zaga adversária e abrir espaço para companheiros, é aquele centroavante fora de série que pouco times brasileiros tem.

Já o Athletico ainda parece um pouco perdido desde a conturbadas saída de Cuca e assim, aquele time que no início estava no topo da tabela perdeu força e não existe mais.

A diretoria do Furacão acelera a busca por um treinador e ainda não desistiu de Fernando Diniz. Acertar na escolha do técnico é condição primordial para sabermos onde essa equipe poderá chegar na sequência da temporada.